Business Consulting

 

Business Consulting

Business Process Management é uma abordagem metodológica à gestão dos processos de negócio de uma organização. Permite à organização conceber os seus próprios processos de negócio com base na relação com os stakeholders externos (clientes, fornecedores, entidades reguladoras, etc.)

Os resultados de um projecto de consultoria BPM são os processos de negócio da organização e mecanismos que os mantém actualizados com pouco esforço por parte da organização.
É frequente, após um projecto metodológico de BPM, o cliente necessitar de automatizar, com sistemas de informação, partes ou todo o processo em algum BPMS (Business Process Management System). Nesse sentido, a Link Consulting desenvolveu uma metodologia (BPB-APP, desenvolvimento tradicional de sistemas de informação ou BPB-SOA, desenvolvimento orientado a serviços) que permite a especificação funcional do processo de modo a providenciar ás equipas de desenvolvimento os requisitos mais alinhados com o negócio.
 
 

Para que serve?

Gestão diária de operações

Com base nas trocas de informação entre a organização e os seus stakeholders a abordagem metodológica BPM permite definir os processos da organização. Os processos de negócio são especificados num conjunto de actividades que a organização deverá realizar para dar resposta às trocas de informação referidas. Para além das actividades, são especificados os pontos de medição de performance do processo (KPIs), de acordo com a estratégia da organização, de modo a garantir que os processos estão continuamente a dar resposta à estratégia.


Business Process Outsourcing (BPO)

Uma vez que os processos são definidos e desenhados, é facilitado o outsourcing desses mesmos processos – o fornecedor e a organização passam a ter uma linguagem comum – o processo de negócio e as métricas associadas (neste caso darão origem a SLAs).
Algumas áreas exemplo em que o BPO ganha relevância, depois de devidamente arquitectados os processos, são a Contabilidade, Fiscalidade, Aprovisionamento, Recursos Humanos, Financeira, etc.
 

Vantagens

  • Inter-comunicação entre as várias unidades orgânicas na fase de definição do processo;

  • Know-how consensual sobre o processo entre os elementos das várias unidades orgânicas que participam no processo;

  • Arquitectura de processos derivada da relação da organização com os stakeholders externos e com a estratégia;

  • Especificação das actividades dos processos para entendimento e rollout para o negócio;

  • Especificação do processo entendível pelo negócio e pelo departamento de tecnologias de informação de modo a facilitar o desenvolvimento de sistemas de informação;